VOCE É O PRINCIPAL INCENTIVADOR DA SUA FAMÍLIA!

Quantas vezes encontramos pessoas nas ruas mendigando e outras tantas vivendo em situações de estrema pobreza. Vivendo abaixo da linha da miséria. De quem é a culpa? Do governo, da sociedade, de quem é a culpa?

Nos últimos anos a ciência moderna tem descoberto que a principal causa dos problemas relacionados a; violência em suas mais diversas formas, origina-se da instituição mais importante – a família. É exatamente neste ponto que nós queremos mergulhar na palavra de Deus, e encorajar os tutores, pais e mestres a tomarem decisões que possam influenciar nossos filhos, nossa família, nossa sociedade em fim, ao mundo inteiro. Pois na maioria das vezes o que uma pessoa precisa para ser feliz é tomar a decisão certa, e se nós pudermos influenciar nisso, teremos dado uma grande contribuição. Quero aqui deixar trez exemplos a ser observados e seguidos.

I. O exemplo de Eli – I Samuel 2:22-25 – Ele nos incentiva a não ser negligente.

Era, porém, Eli já muito velho, e ouvia tudo quanto seus filhos faziam a todo o Israel, e de como se deitavam com as mulheres que em bandos se ajuntavam à porta da tenda da congregação.

1. Não interferiu nas atitudes dos filhos.

i. Deixou que os filhos decidissem o que fazer.

ii. Faltou coragem para contrariar os filhos – dizer não.

2. Foi negligente no sacerdócio.

i. deixou que seus filhos se perdessem – odiou os filhos.

ii. entregou o serviço para os filhos – Pois ouço de todo este povo os vossos malefícios.

3. Esqueceu que o sacerdócio começa em casa.

i. atraiu a destruição para sua casa.

ii. O final foi a morte.

 

II. O exemplo de Josué – Josué 24:14,15Josué 24:14,15
English: World English Bible - WEB

Izbrana zbirka WEB ne vsebuje vpisane knjigeMesto:

WP-Bible plugin
– Ele nos incentiva a tomar decisões.

15 – Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao SENHOR, escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao SENHOR.

1. Interferiu diretamente nas atitudes da família.

i. Ele decidiu influenciar sua família por meio de sua decisão.

ii. Todos estariam cooperando com sua decisão.

2. Foi diligente com seu sacerdócio.

i. Tomou a decisão de dirigir sua família.

ii. Não foi uma decisão cega ou burra – foi uma decisão de amor.

3. Assumiu a responsabilidade por sua família.

i. Josué incluiu sua família em sua decisão – eu e a minha casa serviremos ao SENHOR.

ii. Josué atraiu as bênçãos de Deus para sua família.

III. O exemplo de Deus – João 3:16 – Ele nos incentiva a amarmos uns aos outros.

16 – Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

1. Deus decidiu nos amar.

i. Ele não se preocupou se iriamos corresponder – ele nos amou.

ii. Devemos amar ao próximo, e as vezes este próximo são nossos familiares

2. Deus decidiu pagar o preço.

i. Deus não se importou com o preço, simplesmente pagou – Ele nos perdoou.

ii. O perdão é a chave para a libertação mutua.

3. Deus interferiu diretamente no nosso futuro eterno.

i. Deus sacrificou seu filho, para ganhar a nós e a nossos filhos.

ii. Deus amou nossos filhos, devemos ama-los também.

Não importa o quanto você já errou com seus filhos, decida hoje a fazer a diferença.

Não aceite a derrota na vida de sua família, tome uma decisão.

Não se importe se ninguém acredita mais em você^, creia Deus sempre acredita

Sharing is caring!